Lifestyle e Viagens Viagens

Viagem Sudeste Asiático – Parte IV – Vietname: Hoi An e Ho Chi Minh City

asia

 

Viagem Sudeste Asiático – Parte I – Cambodja

Viagem Sudeste Asiático – Parte II – Vietname: Halong Bay e Hanoi

Viagem Sudeste Asiático – Parte III – Vietname: Sapa e Food Tour em Hanoi

 

Chega então a última parte desta viagem ao Sudeste asiático, em que vou falar dos dois últimos sítios que visitámos, Hoi An e Ho Chi Minh City. Curiosamente, são os locais que ficaram nos dois limites do meu espectro de preferências nesta viagem.

 

Hoi An

Hoi An foi a minha cidade preferida no Vietname. É uma cidade encantadora, com uma zona mais antiga onde apenas se pode circular a pé ou de bicicleta, com um pequeno rio que atravessa essa mesma zona e onde, para não variar, se come muito bem.

 

Precisamente por haver uma significativa área da cidade onde não se pode andar de carro, praticamente todos os hotéis da cidade têm bicicletas à disposição dos hóspedes, o que eu adorei. Durante muitos anos tive um medo terrível de andar de bicicleta e estive mesmo 15 anos sem tocar numa. Até um dia em São Francisco, em 2015, em que me deu uma enorme vontade de voltar a andar de bicicleta e na altura dava mesmo jeito fazê-lo porque tínhamos apenas uma manhã para visitar um parque bastante grande. Nesse atura, com o coração aos pulos pela falta de prática, mas com a segurança de estar num parque onde não havia muito movimento, tive alguma dificuldade nos primeiros arranques e paragens, mas lá fui voltando a apanhar o jeito. Nessa mesma viagem voltámos a andar de bicicleta no passadiço de Santa Mónica em Los Angeles (saudades!) e desde aí tenho andado de bicicleta em praticamente todas as viagens que faço e tenho adorado.

 

Ora, andar de bicicleta no Vietname é uma situação completamente diferente dos Estados Unidos ou de outro lugar do mundo ocidental. Já aqui referi que no Vietname ninguém para nos cruzamentos, simplesmente seguem com toda a confiança e a coisa corre-lhes bem. Escusado será de dizer que ficava com o coração aos pulos sempre que chegava a um cruzamento mais movimentado e gostava muito de ter um percurso que apenas implicasse viragens à direita, o que, obviamente, não era possível. Por isso, quase sempre que tinha de virar à esquerda num cruzamento sem semáforos acabava por descer da bicicleta (e já para seguir em frente, nem sempre era fácil). Escusado será também dizer que obviamente que caí da bicicleta num dos dias! Mas não foi nada de grave, percebi que ia cair e soube cair bem, sem me magoar. Um senhor muito simpático veio logo ajudar-me a levantar, agradeci e segui caminho.

 

As partes mais giras de Hoi An são o mercado durante o dia, e as luzes à noite. A cidade tem mesmo um encanto especial e claro que também eu lancei uma luz ao rio e pedi um desejo.

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

Hoi An é a cidade dos alfaiates e a maior parte das pessoas que lá vai compra vestidos e fatos feitos à medida. Nós ainda andámos a ver algumas das lojas, mas não tivemos paciência para regatear e ir fazer várias provas e por isso acabámos por não comprar nada.

 

Outra atividade típica desta cidade é fazer um workshop de culinária e essa quisemos mesmo fazer. Escolhemos uma das escolas de topo da cidade (Red Bridge) e o workshop foi muito giro, uma das nossas atividades preferidas de toda a viagem. O workshop começou com uma visita guiada ao mercado e depois apanhámos um barco para percorrer uma parte do rio até às instalações da escola. A nossa instrutora era muito engraçada e aprendemos a fazer rice paper, crepes de rice paper, panqueca salgada com camarão, salada e noodles. No fim, todo o grupo se sentou no restaurante a comer aquilo que todos tínhamos preparado, o que foi uma excelente oportunidade para conhecer e conversar com algumas das pessoas que estavam no mesmo grupo.

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

Ho Chi Minh City

Do lado oposto do espetro, Ho Chi Minh City foi a cidade de que menos gostei. Muito moderna e movimentada, não há grande coisa para fazer, a não ser visitar o museu da guerra e explorar os inúmeros rooftops da cidade. Com muito calor e muitos ratos, penso que perdi ainda mais o pouco interesse que pudesse ter por esta cidade, e felizmente não tínhamos alocado muito tempo para aqui ficar. Se algum dia voltar ao Vietname, facilmente dispenso o regresso a esta parte do país.

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

asia

 

E aqui termina o relato desta viagem de três semanas. Como disse no primeiro post, este destino não estava no meu top de desejos, mas gostei muito e fiquei com vontade de conhecer mais países desta parte do globo.

 

E vocês, já visitaram o Sudeste asiático? Quais os lugares que mais gostaram?

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply

    %d bloggers like this: