#85/100 – Sobre mudar

#100palavraspordia

 

Estou diferente mas sou a mesma. Todos os dias fico chocada com a forma radical como mudei, e na verdade, no essencial, no que importa, estou igual. A família e os amigos continuam a ser o mais importante. A honestidade, integridade, bondade e amizade continuam a ser os valores mais imperativos. O amor, dos mais variados tipos, continua a ser o bem mais essencial. Não mudei nada. Sou a mesma de sempre.

 

E no entanto…

 

No entanto, há coisas que sempre foram muito minhas e que hoje deixaram de fazer sentido. Há sonhos de sempre que afinal não são para sempre. Há outros que surgem e que não percebo como não estavam lá desde o início – ou se calhar até estavam, bem camuflados.

 

É uma luta interna muito grande, não saber se mudei radicalmente ou se estou igual. Não perceber muito bem se me re-inventei ou se estou apenas a re-descobrir-me – ou a realmente descobrir-me pela primeira vez. Nem sequer saber se isto é normal ou se sou um bicho raro (mas não devo ser). Precisar de me encontrar, numa fase em que já “era suposto” estar com a vida toda encaminhada.

 

Mas depois, quando penso bem, tudo faz sentido. Quando olho para tudo o que existe dentro de mim, percebo que há uma lógica no meio do caos. Que só esta transformação faz sentido e que provavelmente chegou na altura certa. Que precisava de passar por tudo o que passei para chegar aqui, e que só o que está para trás dá sentido àquilo que vem pela frente. E perceber a sequência lógica das coisas ajuda a aceitar, a decidir e a ter coragem para enfrentar os medos e ir em frente.

 

 

(Podem ver aqui como este desafio começou)

2 Replies to “#85/100 – Sobre mudar”

  1. Sinto o mesmo. Mudei muito mas estou igual – será que não mudei e apenas reencontrei o meu verdadeiro ser? Acho que nos dá um clique quando somos adultos e voltamos aos valores e ideias que defendemos em criança, deve ser a melhor mudança do mundo!

    1. É tão bom, não é, Rita? A fase de mudança pode custar, mas do outro lado está a felicidade e o verdadeiro auto-conhecimento, e não há nada melhor do que isso =)

Leave a Reply