Motivação Motivação e Mudança

Happiness Project 2018

happiness project 2018

 

Se seguem este blog, então já sabem que adoro podcasts e estou sempre a ouvi-los.

 

Se já leram alguns dos meus artigos com recomendações de podcasts (aqui ou aqui), então também já perceberam que a maior parte dos que ouço são em inglês.

 

Felizmente, estão agora a começar a surgir mais podcasts em português, e alguns deles com muita qualidade.

 

Um brilhante exemplo é o Officina, da inspiradora Cláudia Fonseca, autora do blog Officinalis. No podcast, a Cláudia alterna entre episódios com entrevistas e episódios a solo, em que aproveita para tocar em temas que são importantes para ela, como o minimalismo ou o amor-próprio.

 

Num episódio recente, a Cláudia falou no Happiness Project, que é um projeto e um livro da autora Gretchen Rubin. Esta autora decidiu dedicar um ano à sua própria felicidade e elaborou um projeto em que a cada mês se focava numa área específica. Deu um blog, um livro, uma TED talk. No entanto, este projeto cresceu e, como podem ler no site da própria autora: “Rubin’s “happiness project” no longer describes just a book or a blog; it’s a movement.”

 

Pois bem, também a Cláudia, com o seu podcast, iniciou um pequeno movimento em Portugal, desafiando cada um de nós a criar o nosso próprio Happiness Project para 2018 e criando um grupo no Facebook onde podemos trocar ideias e ir discutindo os nossos projetos, apoiando-nos mutuamente. O grupo conta já com 129 pessoas e tem sido um lugar lindo de inspiração para a felicidade.

 

Eu já conhecia o projeto da Gretchen, apesar de ainda não ter lido o livro, e claro que alinhei logo e comecei a pensar no meu próprio Happiness Project.

 

Como já sabem, 2017 foi para mim um ano de mudança, como nunca imaginei que fosse possível. Quero que 2018 seja, acima de tudo, um ano de aprendizagem, mas também de equilíbrio e de foco. Foi por isso que achei que um projeto deste género seria ideal para me ajudar a manter o foco naquilo que é realmente importante. Agora que percebi melhor o que quero fazer com a minha vida, sinto, por vezes, uma sofreguidão e uma vontade de fazer tudo ao mesmo tempo, como se não tivesse tempo a perder. Depois, acabo por sentir-me assoberbada e sem tempo para parar.

 

Já tenho um primeiro esboço do meu Happiness Project, que podem consultar aqui. É um trabalho em progresso e poderá ser alterado a qualquer momento e sem aviso prévio. Tenciono ir fazendo balanços mensais aqui no blog.

 

Se também tiverem interesse em fazer um projeto do mesmo género, não deixem de ouvir o episódio do Officina sobre este assunto e já sabem que podem juntar-se ao grupo, onde todos estamos a partilhar os nossos projetos e vamos dando apoio e ideias uns aos outros.

 

A ideia do projeto é ser altamente personalizável, pelo que cada um poderá focar-se nas áreas que quiser e da forma que entender melhor para si. Se consultarem vários no grupo do Facebook, vão reparar que diferentes pessoas interpretam algumas áreas do projeto de forma diferente e não há mal nenhum. Cada um deverá focar-se as áreas que mais fizerem sentido para si. Se há uma área das nossas vidas sobre a qual sentimos já ter um bom controlo, poderá não fazer sentido focarmo-nos nessas.

 

Se consultarem o meu, poderão ver que tentei alternar áreas mais leves, como a criatividade ou o “have fun” (que até surgem repetidas), com áreas mais pesadas ou trabalhosas (o mês de julho, em que me proponho falar com uma pessoa nova todos os dias, há de ser, sem dúvida, interessante!).

 

No fundo, este é um projeto “à la carte” e totalmente DIY, por isso não há desculpas para não participarem! Quem se junta?

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    vania duarte
    December 11, 2017 at 3:08 pm

    eu adoro mesmo todo este conceito, especialmente nisto de procurarmos ser mais felizes sem ter de fazer mudanças drásticas na vida ❤ já estou no grupo há bastante tempo e o meu happiness project está a meio, mas conto terminá-lo até ao fim do mês. e olha que já me inspirei em algumas coisas que vi no teu 🙂 beijooooo

    • Reply
      Filipa Maia
      December 11, 2017 at 5:36 pm

      Já te vi por lá, sim, Vânia, e fico tão contente! Sim, nem sempre são precisas mudanças drásticas. Fico muito feliz por teres vindo cá buscar alguma inspiração <3 Beijo grande*

Leave a Reply

%d bloggers like this: