Leitura e Escrita Livros

Crítica #7: Bird Box de Josh Malerman

bird-box

[Goodreads] [BookDepository]

Título: Bird Box
Autor: Josh Malerman
Editora: Ecco
Género: Terror, Thriller
Ano de publicação: 2014

Classificação:

4-5stars

Bird box foi um livro fantástico que li este verão. Esta história começa com uma mulher e duas crianças dentro de uma casa. A mulher decide que vão sair de casa. Acabamos por perceber que esta é uma decisão altamente ariscada porque eles vivem numa realidade em que há algo à solta (não sabemos bem o quê). Sempre que alguém vê esse algo, enlouquece e começa a matar as pessoas à sua volta, acabando por se suicidar (por isso mesmo ninguém sabe o que é este algo, uma vez que todos os que já o viram não sobrevivem para contar). Assim, as pessoas apenas saem à rua com os olhos vendados, têm as janelas protegidas para não verem nada do que se passa lá fora, quando têm de abrir a porta para deixar alguém entrar fecham os olhos e fica sempre o medo que aquele algo tenha entrado também.

Este livro é daqueles que prende o leitor desde a primeira página. Eu li-o em apenas dois dias, quase sem conseguir pousá-lo. A história segue duas linhas temporais diferentes, uma que conta como as coisas começaram a acontecer e como a personagem principal chegou à situação em que se encontra hoje, e outra que começa com a decisão da personagem principal de abandonar a casa onde se encontra com as duas crianças e ir procurar abrigo noutro lugar. Para mim, o único aspeto negativo deste livro é que uma das linhas temporais acaba por ser mais empolgante do que a outra. Eu senti-me mais atraída pela linha que segue o passado até ao presente, por isso sempre que estava a ler capítulos que relatavam o presente dava por mim a querer lê-los rapidamente para voltar à outra linha temporal. No entanto, percebo que uma linha não funciona sem a outra, porque um dos motivos que torna a narrativa do passado tão empolgante é a nossa vontade de perceber como é que aquela personagem chegou à situação em que se encontra no presente.

Achei o livro muito focado na narrativa e pouco nos personagens, o que para mim não é necessariamente um aspeto negativo e penso que neste tipo de histórias funciona muito bem. É algo complicado falar deste livro sem revelar “spoilers”, mas há algumas reviravoltas na história bastante surpreendentes.

O livro é assustador, a ideia da existência de algo que não sabemos o que é, que aspeto tem, ou como funciona, e que nos fará enlouquecer se algum dia olharmos para ele, traz associada uma carga de medo tal que me faz aconselhar precaução aos mais sensíveis e impressionáveis (se forem mesmo sensíveis a estas coisas, não leiam este livro à noite!). Associei muito o medo latente no livro ao medo do escuro que todos nós já sentimos, numa perspetiva de medo do desconhecido, daquilo que não vemos e não sabemos se está lá ou não. Mas levado a um exponencial máximo.

Recomendo este livro a todos, com as devidas precauções para os mais sensíveis. É uma história muito bem estruturada, bem narrada e altamente cativante.

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply

    %d bloggers like this: