Hot Yoga

Recentemente experimentei uma nova modalidade: hot yoga.

yoga-940359.jpg

E o que é isso do hot yoga? Simples: é yoga praticado numa sala a 40 ºC.

Apesar de hoje em dia já existirem diferentes tipos de hot yoga, o original e mais frequente é o yoga Bikram. Este sistema de yoga foi criado e popularizado no início da década de 70 por Bikram Choudhury, a partir da técnica tradicional de hatha yoga.

De uma forma muito simplificada, o Bikram yoga consiste numa série de 26 posições, mais dois exercícios de respiração, executados numa aula de 90 minutos. Alegadamente, as posições são simples e indicadas para pessoas pouco experientes em yoga, e após a minha experiência posso concordar com esta descrição. Claro que há posições com níveis de exigência diferentes, mas na sua maior parte são bastante simples de executar. As primeiras 12 posições são executadas em pé, sendo as restantes executadas numa posição sentada ou deitada.

Quando alguém experimenta hot yoga pela primeira vez, é recomendado que não o faça apenas uma vez. A primeira aula de hot yoga vai ser difícil e exigente para qualquer um. Estar 90 minutos dentro de uma sala a 40 ºC não é fácil, mesmo que não estejamos a executar posições de yoga, os nossos corpos não estão habituados a tais condições. Na primeira aula vamos sentir vontade de sair da sala, possivelmente tonturas momentâneas e dificuldade em respirar. Isto não significa necessariamente que o hot yoga não seja para nós. Após experimentar 3 ou 4 aulas, o corpo começa a habituar-se e a prática do hot yoga torna-se mais fácil. Assim, recomenda-se que não desistamos logo ao fim da primeira aula, mas que demos ao nosso corpo oportunidade de se adaptar ao longo de 3 ou 4 aulas.

Sempre que sentirmos alguma dificuldade, podemos sentar-nos no tapete (ou mesmo deitar-nos, mas normalmente sentar é suficiente) e parar durante uns segundos ou minutos. Mesmo pessoas mais experientes em hot yoga podem por vezes sentir esta necessidade em dias em que não se sintam tão bem. Não é obrigatório fazer todas as posições nem é obrigatório executar as posições até ao fim. Nas posições que forem mais difíceis para nós (o que logicamente varia conforme a pessoa), podemos sempre ficar numa posição intermédia. O mais importante é mesmo não sair da sala ao longo dos 90 minutos. Na primeira aula isto pode parecer difícil, mas vai-se tornando cada vez mais fácil com a prática.

yoga-1234525.jpg

Os alegados benefícios do hot yoga são muitos e vão desde a desintoxicação (tão em voga hoje em dia), e no caso específico do hot yoga esta desintoxicação consiste na eliminação de toxinas através da transpiração, melhoria da flexibilidade (este benefício comum aos mais variados tipos de yoga), aumento do ritmo cardíaco, perda de peso e aumento da capacidade de concentração. Além disso, uma vez que as aulas consistem da repetição das mesmas 26 posições, torna-se muito fácil de medir o nosso progresso ao longo de tempo.

A minha experiência com o hot yoga foi muito positiva. Nas primeiras aulas tive de me sentar um par de vezes durante a primeira parte da aula (em que as posições são executadas em pé) porque comecei a sentir-me tonta. Mas bastaram 1 ou 2 minutos de repouso para conseguir retomar e a segunda parte das aulas foi bem mais fácil neste aspeto. Não senti grande dificuldade em respirar nem houve nenhum momento em que sentisse que precisava de sair da sala, consegui aguentar bem o calor. Apesar de aparentemente não ser um treino muito exigente em termos físicos o musculares, no final das aulas senti sempre aquela sensação que habitualmente sinto após um treino particularmente exigente no ginásio. No geral, gostei muito das aulas e apesar de implicarem um investimento de tempo significativo (90 minutos de aula mais banho e deslocações, no meu caso acaba por significar mais de 2 horas e meia), tenciono continuar a incorporar o hot yoga na minha rotina de treino, se bem que possivelmente apenas uma vez por semana, até porque não é uma modalidade barata.

Para quem estiver interessado em experimentar, apenas encontrei dois locais em Lisboa (e de momento não tenho conhecimento de nenhum no Porto):
Hot Yoga Lisboa
Yoga Live Academy

Para além destes há um outro local com uma modalidade diferente de hot yoga (Hot Pod Yoga) que também gostava de experimentar um dia.

Leave a Reply