Defeitos

Todos temos defeitos. Penso que com o passar do tempo vamos ganhando a capacidade de melhor identificar os nossos. Um dos meus maiores defeitos, chego agora a essa conclusão, é a mania de querer agradar a todos (e chego agora a esta conclusão mas com a noção de que sempre fui assim). A mania de querer ser simpática com todos e que todos me achem simpática. Querer que todos gostem de mim. E a verdade é que isto só me faz mal. E porquê? Porque é simplesmente impossível agradar a todas as pessoas! E isso é algo que ainda tenho de meter nesta minha cabecinha.

 

Ontem uma pessoa levou a mal algo que eu disse. Algo que a mim me pareceu (e depois de muito pensar no assunto continuo a achar) um comentário completamente banal, com a melhor das intenções. E a pessoa levou a mal. Eu nem me apercebi. Para piorar a situação, a pessoa nem sequer veio falar comigo diretamente. Soube-o através de uma terceira pessoa. E claro, fiquei a sentir-me mal. Apesar de continuar a achar que não disse nada de mal, ainda assim fico a sentir-me mal. E culpada. E choro. Porque acho que tenho de agradar a todos. Que todas as pessoas têm de gostar de mim. De notar que eu mal conheço esta pessoa, falei com ela duas vezes. E ainda assim, fico a sentir-me mal.

 

E depois passo horas a tentar convencer-me a mim própria: habitua-te, aprende a não te deixares afetar, é impossível agradar a todos, é impossível que todas as pessoas gostem de ti e compreendam a tua forma de ser e as coisas que dizes, mete na cabeça que isto vai continuar a acontecer, é inevitável.

 

E depois chego a casa e estou tão em baixo, desanimada, basicamente de rastos e vejo isto no Facebook:

 

 

E mais nada!

 

E provavelmente é coincidência (o que mais poderia ser?) mas parece que foi escrito de propósito para mim e no dia exato em que mais precisava de o ouvir/ler. E agradeço o facto de existirem pessoas tão inspiradoras como a Sofia. E a verdade é que não apaga o sentimento de fracasso e de culpa (que nem consigo perceber porque está cá) mas ajuda. Ajuda a ter alguma perspetiva e a racionalizar as coisas. E a não dar importância a pessoas que são simplesmente demasiado sensíveis (ou outra coisa qualquer).

2 Comment

  1. Custa muito aprender a lidar com isso. Mas depois de conseguirmos, a vida deve melhorar imenso…

    1. Pois custa, há que aprender a lidar com isso 😉

Leave a Reply