#44/100 – Rir à gargalhada com o John Green

#100palavraspordia

 

Já falei aqui várias vezes em podcasts. Adoro ouvir podcasts nas mais variadas ocasiões e há várias motivos que me fazem acompanhar de um determinado podcast. Há podcasts que ouço para aprender a escrever melhor. Há outros que ouço para aprender coisas sobre saúde e nutrição. De outros gosto porque são motivacionais ou inspiradores. Mas há um podcast que ouço só para rir à gargalhada.

 

Chama-se Dear Hank and John e se estiverem à procura de um podcast divertido esta seria a minha primeira recomendação.

 

dear-hank-and-john

 

Já falei aqui deste podcast em particular mas queria agora dizer que cada vez gosto mais de ouvir estes dois irmãos e da sua boa-disposição. Quanto ao título deste post é porque realmente acho o John mais divertido do que o Hank, apesar de o programa só funcionar mesmo com os dois juntos.

 

Algum background para quem não conhece. O Jonh Green escreve livros contemporâneos juvenis, como os bem conhecidos A Culpa é das Estrelas, Cidades de Papel, À Procura de Alaska ou O Teorema de Katherine. No início de 2006, o John e o seu irmão, Hank, iniciaram um projeto intitulado Brotherhood 2.0 que consistia em deixarem de falar por escrito (e-mail ou SMS) durante um ano e apenas comunicarem diariamente através de vlogs. Os vlogs eram colocados no Youtube e eles foram ganhando cada vez mais seguidores. No final do ano e do projeto anunciaram que iam continuar com os vlogs, que até hoje continuam a colocar no Youtube duas vezes por semana (terças e sextas). São vídeos curtos de 3 a 5 minutos e muito divertidos (mais uma vez, gosto mais dos do John do que do Hank). Desde o início deste projeto, os irmão já iniciaram inúmeros outros nas mais variadas áreas, desde o Project for Awesome e o VidCon, passando por outros canais do Youtube, como Crash Course, SciShow ou How to Adult, e claro, o podcast Dear Hank and John.

 

No podcast eles respondem a perguntas dos ouvintes, entre outras rubricas (short poem, news from Mars e AFC Wimbledon) e a melhor parte é que conseguem ser realmente engraçados tanto quando falam de tópicos completamente ridículos como de tópicos muito relevantes e importantes na sociedade dos nossos dias.

 

Honestamente, já li dois livros do John Green e não os achei tão espetaculares como a maior parte das pessoas, mas adoro o homem e acho-o genuinamente engraçado. Há até vídeos em que ele fala da sua perturbação obsessivo-compulsiva e ainda assim consegue ser engraçado. O vídeo em baixo é um bom exemplo do humor do John, mostrando, ao mesmo tempo, os tipo de projetos em que estes dois irmãos costumam trabalhar:

 

 

Isto para avisar que se passarem por mim na rua e eu for com phones nos ouvidos e a rir à gargalhada, já sabem que podcast estou a ouvir. E depois disto tudo, espero ter despertado o vosso interesse para irem fazer uma visita ao canal dos vlogbrothers (no caso de ainda não conhecerem) ou experimentarem um episódio do podcast.

 

 

(Podem ver aqui como este desafio começou)

4 Comment

  1. Gosto muito de ouvir podcasts. E por vezes estou no autocarro a rir, ou então a sorrir tipo parva, com os phones nos ouvidos. Fico logo a pensar que o mundo me deve achar doida mas é tão bom andar de transportes e ter aquele momento de áudio motivador ou descontraído!

    1. É como eu! É isso ou ir a andar na rua e passar por alguém conhecido e nem sequer o ver porque estou super concentrada num qualquer episódio interessante. Depois dizem que sou antipática… :S
      Experimenta este, vais ver que é divertido 🙂

  2. Olá ,
    Nunca tinha ouvido falar de Postcast, mas adorei!

    Beijinhos

    https://unionlineweb.wordpress.com/

    1. Olá! Ainda bem, fico muito contente que tenhas gostado =) Beijinho

Leave a Reply